Área do cliente

Aposentado por invalidez tem direito a 25% de aumento

Poucos aposentados por invalidez sabem, pois não são informados como deveriam no momento em que iniciam os procedimentos burocráticos para se aposentarem, mas a lei da Previdência Social em seu artigo 45, oferta o direito a um adicional de 25% ( vinte e cinco por cento) para todos aqueles que se aposentarem nestas condições, pelos motivos abaixo elencados, a fim de auxiliar nas despesas com um acompanhante para os afazeres do dia a dia.

Você, aposentado, que desconhecia este direito, e pretende fazer com que o mesmo seja respeitado, basta se dirigir a uma agência da Previdência Social,  fazer prova de que se aposentou por invalidez, e se enquadra nas situações específicas apontadas na legislação, para começar a receber este adicional.

Não é preciso buscar a justiça, é um procedimento simples.

Importante lembrar que todos aqueles que passarem a receber o citado benefício, tem direito também aos atrasados, limitados aos últimos cinco anos.

Estes, porém somente serão recebidos através de ações nos Juizados Especiais Federais.

Leia o resumo da lei abaixo e aumente a sua renda.

Caso não seja um direito seu, talvez possa ajudar alguém.

Compartilhe  esta informação. 

 

 

Artigo 45 da lei 8.213/91:

Art. 45. O valor da aposentadoria por invalidez do segurado que necessitar da assistência permanente de outra pessoa será acrescido de 25% (vinte e cinco por cento).”

“REGULAMENTO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

ANEXO   I

RELAÇÃO DAS SITUAÇÕES EM QUE O APOSENTADO POR INVALIDEZ TERÁ DIREITO À MAJORAÇÃO DE VINTE E CINCO POR CENTO PREVISTA NO ART. 45 DESTE REGULAMENTO

1 – Cegueira total.

2 – Perda de nove dedos das mãos ou superior a esta.

3 – Paralisia dos dois membros superiores ou inferiores.

4 – Perda dos membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese for impossível.

5 – Perda de uma das mãos e de dois pés, ainda que a prótese seja possível.

6 – Perda de um membro superior e outro inferior, quando a prótese for impossível.

7 – Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social.

8 – Doença que exija permanência contínua no leito.

9 – Incapacidade permanente para as atividades da vida diária

Clique para deixar também seu comentário »
  • boa tarde, tenho artrte reumatoide e acabei de me aposentar por invalidez, sera que tenho direito de receber este 25%, alguem pode me responder e tmb gostaria de saber tmb se tenho direito de receber alguma coisa a mais sobre a aposentadoria sobre medicacoes

    Comentário de luciana — 19 de julho de 2013

  • As situações previstas em lei para o recebimento do citado adicional são:
    RELAÇÃO DAS SITUAÇÕES EM QUE O APOSENTADO POR INVALIDEZ TERÁ DIREITO À MAJORAÇÃO DE VINTE E CINCO POR CENTO:
    1 – Cegueira total.
    2 – Perda de nove dedos das mãos ou superior a esta.
    3 – Paralisia dos dois membros superiores ou inferiores.
    4 – Perda dos membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese for impossível.
    5 – Perda de uma das mãos e de dois pés, ainda que a prótese seja possível.
    6 – Perda de um membro superior e outro inferior, quando a prótese for impossível.
    7 – Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social.
    8 – Doença que exija permanência contínua no leito.
    9 – Incapacidade permanente para as atividades da vida diária.
    Existem decisões judiciais que apoiam a concessão deste benefícios para aposentadorias motivadas por outros problemas de saúde, desde que a perícia entenda a necessidade da existência de um acompanhante para o aposentado. Resumindo, será preciso avaliar individualmente cada caso. Minha sugestão é que a senhora realize uma consulta com advogado especializado no assunto. Quanto aos medicamentos, existem alguns ofertados gratuitamente, consulte a farmácia mais próx e está em curso um projeto de lei que prevê a possibilidade de dedução no Imposto de Renda dos valores gastos para a aquisição de medicamentos.

    Importante informar que qualquer pessoa pode receber remédios básicos, como antiinflamatórios, analgésicos, pílulas anticoncepcionais, medicamentos para diabetes e hipertensão, remédios estratégicos, que controlam doenças como tuberculose, meningite, malária, Aids, e DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis).
    Para receber os remédios, o paciente precisa, primeiramente, ser atendido por algum médico credenciado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Para tanto é preciso se cadastrar na Secretaria de Saúde do Estado, na prefeitura ou algum posto de saúde, é diferente para cada Estado. Por fim, o paciente deve fazer um cadastro para receber o Cartão Nacional de Saúde.

    Comentário de administrador — 22 de julho de 2013

  • sou aposentado por invalidez tenho uma doença grave câncer, fiquei sabendo que tenho direito na insencao de imposto de renda,fui no inss pedirão um laudo pericial do serviço medico oficial da Uniao, e não consigo este tal laudo nem no posto de saúde aqui na cidade de Suzano onde moro nem, no instituto do câncer do Estado de são Paulo onde fasso meu tratamento. ok obrigado pela abtual atenção.

    Comentário de sergio jose dasilva — 17 de outubro de 2013

  • ja sou aposentado e nunca tive esses almentos obrigado

    Comentário de jose carlos de oliveira — 18 de dezembro de 2013

  • estou aposentado desde 2005 pois tenho uma doença grave hiv , quero saber se eu me enquadro nesse direito de receber esse 25 porcento de aumento no meu beneficio espero resposta de uma pessoa que me esclareca desse assunto desde ja obrigado espero tresposta pra que eu poça entrar com ois meus direitos ,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

    Comentário de danilo marcos oliveira de freitas — 18 de dezembro de 2013

  • Minha mãe teve cancer de mama que evoluiu para figado ossos e subcutaneo. ela ainda recebe tratamento quimioterapico e esta aposentada por invalidez. Ela não pode fazer as atividades mais simples do dia a dia devido as dores constantes das limitações. sera que ela tem direito também? eu me mudei de sp e vim morar com ela para cuidar dela e da casa, levando ela nas consultas e exames pois ela nao pode mais nem dirigir

    Comentário de Adriana Vecchine — 8 de janeiro de 2014

  • Este adicional é concedido exclusivamente àqueles aposentados por invalidez e pelas razões explicitadas na própria lei.
    Estou apresentando um projeto de lei que amplia este benefício àqueles já aposentados e que adquirem a invalidez.
    Desculpe a demora em responder, mas sua mensagem ficou “perdida” e só agora me foi encaminhada.
    at

    Comentário de administrador — 22 de janeiro de 2014

  • Caso sua doença tenha sido o motivo de sua aposentadoria, segundo meu entendimento, existe esta possibilidade.
    O caso porém depende de uma avaliação pormenorizada a ser realizada por advogado especializado.
    Desculpe a demora em responder, mas sua mensagem ficou “perdida” e só agora me foi encaminhada.
    at

    Comentário de administrador — 22 de janeiro de 2014

  • A principio parece que sim. Será preciso porém a realização de uma avaliação pormenorizada do caso, a ser realizada por advogado especializado.
    Desculpe a demora em responder, mas sua mensagem ficou “perdida” e só agora me foi encaminhada.
    at

    Comentário de administrador — 22 de janeiro de 2014

  • bom dia, minha mãe teve avc e foi após a aposentadoria, depende de cuidador e de mim tbm, pois seus cuidados d
    são em tempo integral palizada todo o lado esquerdo, será que ela tem direito; obrigada

    Comentário de marta medeiros menezes — 18 de fevereiro de 2014

  • Quais são os documentos necessários para levar para o inss?

    Comentário de Adriana Nunes — 20 de fevereiro de 2014

  • ESTOU APOSENTADO INVALIDEZ A MAIS DE 12 ANOS E NUNCA RECEBI OS 25% A MAIS DO Q O SALARIO MINIMO GOSTRIA DE SABER SE EU TENHO DIREITO OU NAO AGORDO RESPOSTA OBRIGADO

    Comentário de LUCIO ALVES TOSCANO — 15 de março de 2014

  • Bom dia, minha mãe tem esclerodermia e esta perdendo os movimentos, as articulações estão se enrigecendo ela depende do auxílio de outras pessoas no dia dia.Se aposentou devido essa doença,ela tem o direito!já faz uns 2 anos.obrigado.

    Comentário de Roberto Ramos de Jesus — 16 de março de 2014

  • sou aposentada por invalidez entrei no pedidomajoraçao sera que recebo os atrazdos 6 anos que so aposentada por acidente de trabalho invalidez obrigada jacira

    Comentário de jacira muhsam — 16 de março de 2014

  • Boa tarde, pessoas que recebem pensão e são acamadas, depende de outras pessoas para tudo se enquadram nesta lei?
    Pelo fato de ser pensão deixada pela mãe tem direito de estar recebendo estes 25%?

    Comentário de luciana — 26 de março de 2014

  • Bom dia, gostaria de saber se tenho esse direito, tenho paralisia nos dois membros inferiores, preciso de ajuda pra quase tudo no dia-dia. e como faria para obter esse aumento 25% no meu beneficio?, desde já agradecido.

    Comentário de Júlio santos — 27 de março de 2014

  • Minha mãe se aposentou por idade, mas teve um AVC hemorrágico há 3 anos, e necessita de cuidadora dia e noite. Ela tem direito ao acréscimo dos 25 por cento em seu benefício?

    Comentário de Maria da Penha — 28 de março de 2014

  • Prezado,

    Gostaria de verificar se essa alteração no valor da aposentadoria engloba apenas aposentados do INSS, ou servidores públicos tb?

    Comentário de Alexandre — 28 de março de 2014

  • Boa noite, gostaria de ter informações sobre o caso do meu cunhado, ele teve cancer na garganta, onde foi realizado o procedimento de raspagem, foi tirado tudo, a respiração é por trasqueostomia, onde foi aposentado por invalidez, hoje ele esta acamado, devido a um AVC, onde paralisou o lado esquerdo, mas a cirurgia de saturação da carótica onde ocorreu um rompimento, ele aposentado há mais de 12 anos. Ele teria direito a este percentual?
    Obrigado

    Comentário de Marcelo Honorio da Silva — 28 de março de 2014

  • Boa tarde tenho espondiloartrose anquilosante(estou aposentando ) gostaria de saber se tenho direito de receber estes 25% alguém pode me responder sou professora estou impossibilitada de exercer minha função, nem mesmo o trabalho de casa consigo faze-lo

    Comentário de Rosemir Garcia de Almeida freitas — 29 de março de 2014

  • Sou funcionário da prefeitura Municipal de Cambuci .R.J .se eu aposentar por idade tenho direiro ao atrasado por falta da mesma .

    Comentário de José Carlos Bastos — 2 de abril de 2014

  • tive um avc fiquei com sequela do lado esquerdo ñ faço nada sozinha preciso de ajuda de outra pessoa sera que tenho direito esse acreçimo dos 25 por cento aguardo uma resposta desde ja agadeço abraços

    Comentário de alzenildes dias de brito — 3 de abril de 2014

  • Ola, boa tarde!!!! por favor, gostaria de saber se existe possibilidade de minha esposa obter o direito desses 25%. Ela aposentou-se por tempo de serviços prestados, mas logo depois com o problema da diabetes a visão estava definhando cada vez, ao ponto de ficar cega total. Com essa situação estamos com dificuldades financeiras para arcar com alguem para ficar com ela, pois alem de estar cega, tambem esta com dificuldades de pressão e tem que tomar insulina 3 vezes ao dia.
    Ja estive na Previdência, mas me informaram que por ela ter se aposentado por tempo de serviço não tem direito.
    No aguardo de vossa resposta fico agradecido pela atenção.

    Comentário de Clecio Felicio — 4 de abril de 2014

  • meu filho e aposentado de transtorno bipolar,gostaria de saber de pessoas mais imformada se ele tem direito

    Comentário de rita rufino — 8 de abril de 2014

  • A princípio, em minha opinião, não existe o direito. Meu conselho é que a senhora procure um posto do INSS e ingresse com um pedido. Após esta resposta, caso negativa, o caso pode ser avaliado de modo mais preciso por um advogado de sua confiança.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • O direito somente é concedido àqueles que se aposentam por invalidez, por isto foi negado pelo INSS.
    No caso é possível buscar na justiça gratuidade para remédios e tratamentos.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • Caso o senhor já tenha obtido sua aposentadoria, então não será possível, pois o benefício somente é concedido àqueles que se aposentam por invalidez.
    Se for este o caso, o senhor pode requerer o benefício junto a sua aposentadoria.
    Espero ter ajudado

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • Não compreendi a pergunta. O post aborda o tema do direito ao adicional de 25%. A que o senhor se refere quando fala em atrasado por falta?
    At

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • Caso a senhora tenha se aposentado por invalidez, é possível requerer o benefício junto ao INSS. Porém se o problema de saúde ocorreu após a aposentadoria, não existe previsão legal para sua concessão.
    espero ter ajudado

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • Meu conselho é que seu cunhado procure um posto do INSS e ingresse com um pedido de recebimento do beneficio ( isto pode ser feito por procurador). Após o recebimento de resposta, caso negativa, o caso pode ser avaliado de modo mais preciso por um advogado de sua confiança.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • Diz respeito apenas ao INSS

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • A princípio, em minha opinião, não existe o direito pois o benefício somente é concedido para àqueles que se aposentam por invalidez.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • O benefício é concedido apenas para quem se aposentou por invalidez. Se for este o caso, faça o pedido diretamente ao INSS. Caso este, seja negado, peça a um advogado de sua confiança para avaliar a questão.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • O direito é apenas para os que se aposentam por invalidez. Pensões não se enquadram na questão. É possível aos portadores de necessidades especiais requererem ao INSS o benefício de um salário mínimo mensal, através da Lei Orgânica da Assistência Social ( LOAS).
    Espero ter ajudado

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • Seu caso deve ser avaliado por um advogado de sua confiança

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • Se a apostentadoria ocorreu por invalidez, é possível requerer o benefício junto ao INSS. Se for negado, peça a um advogado de sua confiança que avalie o caso

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • O pedido pode ser feito junto ao INSS e se for concedido o senhor pode requerer os atrasados dos últimos cinco anos

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • Será preciso requerer uma perícia caso a aposentadoria já tenha sido concedida.
    Caso contrário, é o pedido de aposentadoria por invalidez, que deverá obedecer aos critérios do INSS

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • Se a aposentadoria ocorreu por invalidez, é possível requerer o benefício de 25%. Caso seja negado, peça a advogado de sua confiança para avaliar o caso.

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • O senhor pode requerer judicialmente que lhe sejam entregues tais documentos

    Comentário de administrador — 10 de abril de 2014

  • sou aposentado por invalidez deste 1982,sou paraplégico paralezia nos membros inferiores,e tenho o direito do aumento de 25% na aposentadoria?

    Comentário de Fausto — 11 de abril de 2014

  • fui aposentada por invalidez por motivo de uma cirurgia q perfuração na bixiga tenho q usar fralda tenho q comprar tdos os remedios , eu tenho aumento de 25 por cento , por favor gostaria de saber

    Comentário de iracema — 16 de abril de 2014

  • Olá, gostaria de saber se no meu caso que fiquei paraplégico após um acidente, e recebo aposentadoria de um salário mínimo, sem direito ao 13o salário, saberia por gentileza me informar se tenho direito aos 25%? Recebo este benefício a uns 9 anos. Desde já, agradeço.

    Comentário de Gomes — 16 de abril de 2014

  • Caso sua aposentadoria tenha se dado pela invalidez, lhe assiste o direito.
    Procure um posto do INSS, solicite o benefício.
    Se este for negado, procure um advogado para reavaliar o caso.
    Se for aprovado, procure um advogado para receber os atrasados.
    De qualquer modo, me mantenha informado.
    Abs e sucesso

    Comentário de administrador — 17 de abril de 2014

  • Este benefício é concedido àqueles que precisam necessariamente de um acompanhante para realizar as atividades do dia a dia.
    Se este for seu caso, observe os seguintes passos:
    Procure um posto do INSS, solicite o benefício.
    Se este for negado, procure um advogado para reavaliar o caso.
    Se for aprovado, procure um advogado para receber os atrasados.
    De qualquer modo, me mantenha informado.
    Abs e sucesso

    Comentário de administrador — 17 de abril de 2014

  • Obrigado pela contribuição amigo.
    Excelente informação para todos.
    Acabei de publicar sua mensagem.
    Abs e sucesso

    Comentário de administrador — 17 de abril de 2014

  • O beneficio é concedido àqueles que se aposentam por invalidez.
    Se este for o seu caso, lhe assiste o direito.
    Meu conselho:
    Procure um posto do INSS e faça a solicitação;
    Caso esta seja aprovada, procure um advogado, a fim de receber os atrasados ( limitados a cinco anos);
    Caso seja negado, procure um advogado, a fim de reavaliar o caso.
    De qualquer modo, me mantenha informado.
    Abs e sucesso

    Comentário de administrador — 17 de abril de 2014

  • sou aposentada a cinco anos por invalidez perdi a vizão esquerda e tenho pressão com gralcoma na direita e tenho dificuldade de enxerga sou tambem operada do coração e tenho ritiminha cardiaca,tenho reumatismo artrit artros e fibralugia.,e sou incapaz de fazer as atividades domestica.quero saber se eu tenho direito do reajuste deses 25% do sario

    Comentário de constancia maria gomes de oliveira e silva — 24 de abril de 2014

  • Minha irma se apoentou fazem 13 anos, com esquezofrenia e mais cid F25.1. Agora alem disso ela se tornou autoimune ela tem a SAF e LUPOS. Ela tem direito a este 25% por cento? Pois ela precisa de um plano de saude e alguem para acompanha-la em medicos ou qualquer lugar e precisa de mim para tomar remedios
    na hora certa,se alimentar etc…

    Comentário de silvia — 24 de abril de 2014

  • O beneficio é concedido àqueles que se aposentam por invalidez e precisam de um acompanhante.
    Se este for o caso, assiste o direito ao adicional à sua irmã.
    Caso não tenha ocorrido a aposentadoria por invalidez, o benefício não será concedido, uma vez que não há amparo legal.
    Estou divulgando um projeto de lei que estende este benefício mesmo àqueles que adquirem a invalidez após a aposentadoria, em razão de haver justificativas morais, legais e financeiras para tanto.
    Meu conselho:
    Procure um posto do INSS e faça a solicitação;
    Caso esta seja aprovada, procure um advogado, a fim de receber os atrasados ( limitados a cinco anos);
    Caso seja negado, procure um advogado, a fim de reavaliar o caso.
    De qualquer modo, me mantenha informado.
    Abs e sucesso

    Comentário de administrador — 25 de abril de 2014

  • O beneficio é concedido àqueles que se aposentam por invalidez e precisam de um acompanhante para realizar os atos do dia a dia.
    Se este for seu caso, lhe assiste o direito ao adicional.
    Estou divulgando um projeto de lei que estende este benefício mesmo àqueles que adquirem a invalidez após a aposentadoria, em razão de haver justificativas morais, legais e financeiras para tanto.
    Meu conselho:
    Procure um posto do INSS e faça a solicitação;
    Caso esta seja aprovada, procure um advogado, a fim de receber os atrasados ( limitados a cinco anos);
    Caso seja negado, procure um advogado, a fim de reavaliar o caso.
    De qualquer modo, me mantenha informado.
    Abs e sucesso

    Comentário de administrador — 25 de abril de 2014

  • Aposentei por invalidez devido a doença de devic. E síndrome de sjogren sou considerada cega legal pois enxerga pouquíssimo do olho direito e não vejo nada do esquerdo. Meu pedido foi indeferiu o que faço?

    Comentário de Leuziene pereira — 7 de maio de 2014

  • minha mãe ja é bastante tempo aposentada por invalidez mas só que agora esta totalmente precisando de uma pessoa pra ficar com ela pois não tem condiçoes de fazer as coisas do dia dia nem mesmo de ficar sozinha pois da tontura nela e ela cai.sera que ela tem direito aos 25%.obrigada

    Comentário de sonia amaral — 8 de maio de 2014

  • minha mãe é aposentada por invalidez só que de um tempo pra cá ela não consegue mais fazer as coisas do dia a dia enem ficar mais sozinha pois tem tontura e cai.gostaria de saber se ela tem direito aos 25%.obrigada

    Comentário de sonia amaral — 8 de maio de 2014

  • BOA NOITE ME APOSENTEI POR INVALIDEZ EM 22 06 2009 POR INCAPACIDADE DA VIDA DIARIA QUERO SABER SE TENHO DIREITO DE RECEBER A REVISAO E O 25% POIS MEU SALARIO ESTA MUITO DEFASADO AGUARDO RESPOSTA OBRIGADO BOA NOITE…

    Comentário de PALMERIO TEXEIRA DE CARVALHO — 13 de maio de 2014

  • sou aposentado por invalidez desde de 2004 tenho problema fisico e cisto no cerebro e nao recebo os 25 porcento que manda a lei preciso de acompanhante e o inss nao paga o meu direito e ganho o minimo que e uma vergonha nao da pra comer direito

    Comentário de juarez mateus da silva — 15 de maio de 2014

  • Eu sou cardiopata, tive 4 acidente vascular cerebral e tenho grandes esquecimentos,necessito sempre de alguém para deixar os meus 13 medicamentos que tomo ao longo do dia. Após os avc do ano passado, eu recebi a aposentadoria por invalidez. Tenho direito aos 25% de acréscimo no meu salário?

    Comentário de REGINALDO DOS SANTOS — 16 de maio de 2014

  • SOU APOSENTADA POR INVALIDEZ A 10 ANOS POR PROBLEMA DE COLUNA SEIS HERNIA DE DICO .AGORA ESTOU COM CÃNCER DE PULMÃO ESTOU FAZENDO QUIMEOTERAPIA HSPM.TEM DIREITO 25%SOBRE MEU BENEFICIO.GRATO….

    Comentário de MIRIAM AP. CASTILHO DE OLIVEIRA — 18 de maio de 2014

  • Meu amigo, agradeço seu contato e peço desculpas pela demora na resposta.
    O senhor deve fazer o pedido para receber o adicional de 25% junto ao INSS.
    Caso este seja negado, é possível entrar na justiça para receber o referido adicional.
    Lembro que o senhor tem direito a requerer também os atrasados, limitados aos últimos cinco anos.
    Qualquer dúvida, por favor, entre em contato.
    Espero ter ajudado

    Comentário de administrador — 20 de maio de 2014

  • Meu amigo, agradeço seu contato e peço desculpas pela demora na resposta.
    O senhor deve fazer o pedido para receber o adicional de 25% junto ao INSS.
    Caso este seja negado, é possível entrar na justiça para receber o referido adicional.
    Lembro que o senhor tem direito a requerer também os atrasados, limitados aos últimos cinco anos.
    Qualquer dúvida, por favor, entre em contato.
    Espero ter ajudado

    Comentário de administrador — 20 de maio de 2014

  • Minha amiga, agradeço seu contato e peço desculpas pela demora na resposta.
    A senhora deve fazer o pedido para receber o adicional de 25% junto ao INSS.
    Caso este seja negado, é possível entrar na justiça para receber o referido adicional.
    Lembro que a senhora tem direito a requerer também os atrasados, limitados aos últimos cinco anos.
    Qualquer dúvida, por favor, entre em contato.
    Espero ter ajudado

    Comentário de administrador — 20 de maio de 2014

  • Meu amigo, agradeço seu contato e peço desculpas pela demora na resposta.
    O senhor deve fazer o pedido para receber o adicional de 25% junto ao INSS.
    Caso este seja negado, é possível entrar na justiça para receber o referido adicional.
    Lembro que o senhor tem direito a requerer também os atrasados, limitados aos últimos cinco anos.
    Qualquer dúvida, por favor, entre em contato.
    Espero ter ajudado

    Comentário de administrador — 20 de maio de 2014

  • Minha amiga, agradeço seu contato e peço desculpas pela demora na resposta.
    Segue a “RELAÇÃO DAS SITUAÇÕES EM QUE O APOSENTADO POR INVALIDEZ TERÁ DIREITO À MAJORAÇÃO DE VINTE E CINCO POR CENTO PREVISTA NO ART. 45 DESTE REGULAMENTO”
    1 – Cegueira total.
    2 – Perda de nove dedos das mãos ou superior a esta.
    3 – Paralisia dos dois membros superiores ou inferiores.
    4 – Perda dos membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese for impossível.
    5 – Perda de uma das mãos e de dois pés, ainda que a prótese seja possível.
    6 – Perda de um membro superior e outro inferior, quando a prótese for impossível.
    7 – Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social.
    8 – Doença que exija permanência contínua no leito.
    9 – Incapacidade permanente para as atividades da vida diária.”.

    É possível que ela se encaixe no item “9″ acima, recomendo que sua mãe vá ao INSS e faça o pedido para receber o adicional de 25%.
    Caso este seja negado, é possível entrar na justiça para receber o referido adicional.
    Lembro que, caso seja autorizado pela justiça, sua mãe tem direito a requerer também os atrasados, limitados aos últimos cinco anos.
    Qualquer dúvida, por favor, entre em contato.
    Espero ter ajudado
    abs

    Comentário de administrador — 21 de maio de 2014

  • Minha amiga, agradeço seu contato e peço desculpas pela demora na resposta.
    Segue a “RELAÇÃO DAS SITUAÇÕES EM QUE O APOSENTADO POR INVALIDEZ TERÁ DIREITO À MAJORAÇÃO DE VINTE E CINCO POR CENTO PREVISTA NO ART. 45 DESTE REGULAMENTO”
    1 – Cegueira total.
    2 – Perda de nove dedos das mãos ou superior a esta.
    3 – Paralisia dos dois membros superiores ou inferiores.
    4 – Perda dos membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese for impossível.
    5 – Perda de uma das mãos e de dois pés, ainda que a prótese seja possível.
    6 – Perda de um membro superior e outro inferior, quando a prótese for impossível.
    7 – Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social.
    8 – Doença que exija permanência contínua no leito.
    9 – Incapacidade permanente para as atividades da vida diária.”.

    É possível que ela se encaixe no item “9″ acima, recomendo que sua mãe vá ao INSS e faça o pedido para receber o adicional de 25%.
    Caso este seja negado, é possível entrar na justiça para receber o referido adicional.
    Lembro que, caso seja autorizado pela justiça, sua mãe tem direito a requerer também os atrasados, limitados aos últimos cinco anos.
    Qualquer dúvida, por favor, entre em contato.
    Espero ter ajudado
    abs

    Comentário de administrador — 21 de maio de 2014

  • Minha amiga, agradeço seu contato e peço desculpas pela demora na resposta.
    Segue a “RELAÇÃO DAS SITUAÇÕES EM QUE O APOSENTADO POR INVALIDEZ TERÁ DIREITO À MAJORAÇÃO DE VINTE E CINCO POR CENTO PREVISTA NO ART. 45 DESTE REGULAMENTO”
    1 – Cegueira total.
    2 – Perda de nove dedos das mãos ou superior a esta.
    3 – Paralisia dos dois membros superiores ou inferiores.
    4 – Perda dos membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese for impossível.
    5 – Perda de uma das mãos e de dois pés, ainda que a prótese seja possível.
    6 – Perda de um membro superior e outro inferior, quando a prótese for impossível.
    7 – Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social.
    8 – Doença que exija permanência contínua no leito.
    9 – Incapacidade permanente para as atividades da vida diária.”.

    É possível que você se encaixe no item “1″ acima.
    Como o pedido foi negado, é possível entrar na justiça para receber o referido adicional.
    Lembro que, caso seja autorizado pela justiça, você tem direito a requerer também os atrasados, limitados aos últimos cinco anos.
    Qualquer dúvida, por favor, entre em contato.
    Espero ter ajudado
    abs

    Comentário de administrador — 21 de maio de 2014

  • Boa Tarde,minha mãe deu avc e afasia de werneck, perdeu a visão de uma das vistas por glaucima e ficou com uma sequela de se locomover, e recebe uma aposentadoria por invalidez e uma pensão do meu pai, queria saber se ela tem direito a esse adicional, pq ela depende de outra pessoa pra cuidar dela,desde já obrigada.

    Comentário de silvana de sousa — 6 de junho de 2014

  • Boa noite,sou portador de mal de parckson, estou aposentado por invalidez a uns 5 anos , gostaria de saber se tenho o direito de 25% de aumento

    Comentário de Wallace — 10 de junho de 2014

  • Boa tarde.

    Meu filho tem distrofia muscular e com 23 anos se aposentou por invaliz sera que ele tem direito ao beneficio de 25% no seu salario.

    Grato.

    Comentário de Itamar Anacleto — 25 de junho de 2014

  • Meu esposo e aposentado a 30 anos desdentaõ o salario dele diminui a cada mes e nunca pedimos revisaõ por que fomos informados que ao pedir revisaõ o salario e suspenso eu acho isso uma desumavidade com pessoas que trabalharam a vida toda e hoje saõ completamente banidos de seus direitos

    Comentário de Vilma da Silva Cardoso — 28 de junho de 2014

  • Olá. Sou aposentada por invalidez desde 30/01/99.Em Setembro de 2012 pedi a revisão do meu benefício junto ao INSS, e em Março/2013 meu pedido foi julgado extinto sem resolução do mérito em razão de decadencia. Recentemente, li uma matéria no Jornal Folha de São Paulo acerca da Justiça mandar o INSS a rever as aponsentadorias dadas antes de 2004.
    Assim pergunto, tenho direito a alguma revisão?
    Como devo proceder?
    Obrigada

    Comentário de Kamila — 7 de julho de 2014

  • Minha mâe é aposentada por invalidez,colocou uma protese no femur e uma perna ficou menor que a outra ela tem dificuldades de andar,pois anda auxiliada numa moleta e não consegue nem agachar pois também já tem 72 anos ela teria direito no 25% na aposentadoria?

    Comentário de Maristela — 21 de julho de 2014

  • boa tarde perdi 30 porcento dos movimento da minha perna esquerda devido a um acidente de trabalho e fui aposentado por isso tenho direito aos 25porcento/

    Comentário de waltergama — 21 de julho de 2014

  • Sou aposentado por invalidez, por perda de membros superiores (mão esquerda e parte da mão direita) e membro inferior (perna direita) e até hoje nunca consegui receber esse acréscimo em minha aposentadoria. Recebo apenas 1 salário mínimo desde março de 2009.

    Comentário de Ewerson Luiz Rodrigues — 22 de julho de 2014

  • FUI APOSENTADO POR INVALIDEZ A 5 ANOS POIS O MEU CASO E EPILEPSIA O TRATAMENTO E PARA SEMPRE COMO DEVO PROCEDER NO INSS PARA TENTAR ESSE 25 POR CENTO.

    Comentário de joão batista sabino — 7 de agosto de 2014

  • O benefício do adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    Espero ter ajudado.
    Abs e sucesso

    Comentário de administrador — 8 de agosto de 2014

  • Desculpe a demora em lhe responder, porém, por algum problema técnico, não recebi os avisos de mensagens.
    Aparentemente lhe assiste o direito de receber este adicional e tb os atrasados dos últimos cinco anos.
    Veja o que diz a lei:
    RELAÇÃO DAS SITUAÇÕES EM QUE O APOSENTADO POR INVALIDEZ TERÁ DIREITO À MAJORAÇÃO DE VINTE E CINCO POR CENTO PREVISTA NO ART. 45 DESTE REGULAMENTO

    2 – Perda de nove dedos das mãos ou superior a esta.

    3 – Paralisia dos dois membros superiores ou inferiores.

    4 – Perda dos membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese for impossível.

    6 – Perda de um membro superior e outro inferior, quando a prótese for impossível.

    9 – Incapacidade permanente para as atividades da vida diária.”

    O benefício do adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    Se o senhor residir no RJ, acredito que eu possa lhe ajudar.
    Entre em contato comigo pelo email ronaldo@gotlib.com.br
    Espero ter ajudado.
    Abs e sucesso

    Comentário de administrador — 8 de agosto de 2014

  • Desculpe a demora em lhe responder, porém, por algum problema técnico, não recebi os avisos de mensagens
    O benefício do adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    Se o senhor residir no Rio de Janeiro, acredito que eu possa lhe ajudar.
    Entre em contato pelo email ronaldo@gotlib.com.br
    Abs e sucesso

    Comentário de administrador — 8 de agosto de 2014

  • Desculpe a demora em lhe responder, porém, por algum problema técnico, não recebi os avisos de mensagens
    O benefício do adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    Se o senhor residir no Rio de Janeiro, acredito que eu possa lhe ajudar.
    Entre em contato pelo email ronaldo@gotlib.com.br
    Abs e sucesso

    Comentário de administrador — 8 de agosto de 2014

  • Desculpe a demora em lhe responder, porém, por algum problema técnico, não recebi os avisos de mensagens
    Infelizmente a justiça entendeu que não existe a possibilidade de pedido de revisão de benefícios que contem mais de dez anos da data da concessão, como é o seu caso.
    Abs e sucesso

    Comentário de administrador — 8 de agosto de 2014

  • Infelizmente a Justiça entende que não é possível realizar revisão de benefícios concedidos há mais de dez anos.
    Como este é o caso da senhora, então uma eventual ação de revisão de seu benefício, está condenada ao insucesso.
    Lamento não ser portador de boas notícias.
    at

    Comentário de administrador — 8 de agosto de 2014

  • Desculpe a demora na resposta, mas por algum problema de ordem técnica, deixei de receber os avisos de mensagens.
    Não existe esta questão de reduzir o valor por entrar na justiça, mas, no caso de vocês, como o benefício foi concedido há mais de dez anos, não há como obter uma revisão na justiça, pois o entendimento do Judiciário é que para tal pedido o prazo limite é de dez anos.
    Lamento não poder ajudá-los.
    at

    Comentário de administrador — 8 de agosto de 2014

  • Segundo a lei, as situações em que é possível obter este adicional são a seguintes:
    RELAÇÃO DAS SITUAÇÕES EM QUE O APOSENTADO POR INVALIDEZ TERÁ DIREITO À MAJORAÇÃO DE VINTE E CINCO POR CENTO PREVISTA NO ART. 45 DESTE REGULAMENTO

    1 – Cegueira total.

    2 – Perda de nove dedos das mãos ou superior a esta.

    3 – Paralisia dos dois membros superiores ou inferiores.

    4 – Perda dos membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese for impossível.

    5 – Perda de uma das mãos e de dois pés, ainda que a prótese seja possível.

    6 – Perda de um membro superior e outro inferior, quando a prótese for impossível.

    7 – Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social.

    8 – Doença que exija permanência contínua no leito.

    9 – Incapacidade permanente para as atividades da vida diária.”
    É possível pleitear também o adicional, mesmo não se encontrando dentro das situações informadas, desde que comprovada a necessidade da incapacidade para, sozinho, realizar todas as atividades cotidianas.
    Meu conselho é que o senhor compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    Se estiver no RJ, acredito que eu possa ajudá-lo.
    Se precisar, entre em contato pelo email ronaldo@gotlib.com.br
    Espero ter ajudado.
    Abs e sucesso

    Comentário de administrador — 8 de agosto de 2014

  • Segundo a lei, as situações em que é possível obter este adicional são a seguintes:
    RELAÇÃO DAS SITUAÇÕES EM QUE O APOSENTADO POR INVALIDEZ TERÁ DIREITO À MAJORAÇÃO DE VINTE E CINCO POR CENTO PREVISTA NO ART. 45 DESTE REGULAMENTO

    1 – Cegueira total.

    2 – Perda de nove dedos das mãos ou superior a esta.

    3 – Paralisia dos dois membros superiores ou inferiores.

    4 – Perda dos membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese for impossível.

    5 – Perda de uma das mãos e de dois pés, ainda que a prótese seja possível.

    6 – Perda de um membro superior e outro inferior, quando a prótese for impossível.

    7 – Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social.

    8 – Doença que exija permanência contínua no leito.

    9 – Incapacidade permanente para as atividades da vida diária.”
    É possível pleitear também o adicional, mesmo não se encontrando dentro das situações informadas, desde que comprovada a necessidade da incapacidade para, sozinho, realizar todas as atividades cotidianas.
    Meu conselho é que o senhor compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    Se estiver no RJ, acredito que eu possa ajudá-lo.
    Se precisar, entre em contato pelo email ronaldo@gotlib.com.br
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 8 de agosto de 2014

  • Segundo a lei, as situações em que é possível obter este adicional são a seguintes:
    RELAÇÃO DAS SITUAÇÕES EM QUE O APOSENTADO POR INVALIDEZ TERÁ DIREITO À MAJORAÇÃO DE VINTE E CINCO POR CENTO PREVISTA NO ART. 45 DESTE REGULAMENTO

    1 – Cegueira total.

    2 – Perda de nove dedos das mãos ou superior a esta.

    3 – Paralisia dos dois membros superiores ou inferiores.

    4 – Perda dos membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese for impossível.

    5 – Perda de uma das mãos e de dois pés, ainda que a prótese seja possível.

    6 – Perda de um membro superior e outro inferior, quando a prótese for impossível.

    7 – Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social.

    8 – Doença que exija permanência contínua no leito.

    9 – Incapacidade permanente para as atividades da vida diária.”
    É possível pleitear também o adicional, mesmo não se encontrando dentro das situações informadas, desde que comprovada a necessidade da incapacidade para, sozinho, realizar todas as atividades cotidianas.
    Meu conselho é que a senhora compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    Se estiver no RJ, acredito que eu possa ajudá-lo.
    Se precisar, entre em contato pelo email ronaldo@gotlib.com.br
    Desculpe a demora na resposta, porém, por um problema técnico, fiquei sem receber o aviso da chegada de novas mensagens
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 8 de agosto de 2014

  • O benefício deste adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    Espero ter ajudado.
    Abs e sucesso

    Comentário de administrador — 20 de agosto de 2014

  • O benefício deste adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    No Rio de Janeiro, estamos a sua disposição.
    Espero ter ajudado.
    Abs e sucesso

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

  • O benefício deste adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    No Rio de Janeiro, estamos a sua disposição.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

  • O benefício deste adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    No Rio de Janeiro, estamos a sua disposição.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

  • O benefício deste adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    No Rio de Janeiro, estamos a sua disposição.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

  • O benefício deste adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    No Rio de Janeiro, estamos a sua disposição.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

  • O benefício deste adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    No Rio de Janeiro, estamos a sua disposição.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

  • O benefício deste adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    No Rio de Janeiro, estamos a sua disposição.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

  • O benefício deste adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    No Rio de Janeiro, estamos a sua disposição.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

  • O benefício deste adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    No Rio de Janeiro, estamos a sua disposição.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

  • O benefício deste adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    No Rio de Janeiro, estamos a sua disposição.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

  • O benefício deste adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    No Rio de Janeiro, estamos a sua disposição.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

  • Minha amiga, sua mensagem estava perdida no site.
    De qualquer modo, se o pedido foi indeferido, é possível requerer novamente através da justiça, que mandará o INSS pagar, caso seja comprovado seu direito.
    Procure um advogado e realize uma consulta pessoal sobre a questão.
    No RJ estou a sua disposição
    At

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

  • O benefício deste adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    No Rio de Janeiro, estamos a sua disposição.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

  • O benefício deste adicional de 25% é concedido a todos aqueles que, uma vez aposentados por invalidez, precisam, necessariamente, de um acompanhante para realizar as tarefas cotidianas.
    Compareça a um posto do INSS e solicite o benefício.
    Caso este seja concedido, lembre que é possível requerer na justiça o valor dos atrasados dos últimos cinco anos.
    Caso seja negado, consulte pessoalmente um advogado, a fim de que este avalie a possibilidade de obter tal benefício através da via judicial.
    No Rio de Janeiro, estamos a sua disposição.
    Espero ter ajudado.

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

  • Seu caso precisa ser analisado de modo pessoal e detalhado.
    Consulte um advogado de sua região.
    No RJ, estamos a sua disposição.
    At

    Comentário de administrador — 21 de agosto de 2014

Acompanhe-nos

Busque em todo o site

Assine nossa Newsletter

Gotlib - Treinamentos e Publicações © 2014

Telefone: (21) 3189-6314 | Rua Sete de Setembro 88/1003 - Centro - Rio de Janeiro, RJ. CEP 20050-002

Criação de Sites: Niterói WebSites | Comunicação: Dona Comunicação